TODO O CHARME DA FRANÇA

A FRANÇA GLAMOROSA – PARTE 1
1 A EIFFEL

Charmosa, romântica e elegante, a França ou República Francesa é famosa por manter sua identidade e tradição, é o destino com muita história e cultura.
D90D353C-A2BD-4D0E-AF21-587DD0F06576
(CARRIÈRES DE LUMIÈRES EM BAUX-EN-PROVENCE)

Esse país é considerado um dos protagonistas no desenvolvimento da civilização ocidental e é um dos países mais influentes do mundo. Os franceses adoram reinventar o lazer, consumo, esporte, moda, arte e a vida.
CD208325-7943-408E-8438-DB919CF49DEA.jpeg

Por isso, a França continua sendo referência mundial em diversos campos, como as artes, política, gastronomia e moda. Os sabores e aromas dos jardins floridos envolvem o viajante.
E662BBD0-D541-4262-92D6-1A729AC39E3E

É um destino que atrai milhões de estudantes brasileiros e turistas por possuir uma cultura e história tão ricas. Possui diversas atrações, como mais de três mil museus espalhados pelo território e milhares de monumentos históricos, como a simbólica Torre Eiffel.
94D3EEB6-A8C3-4220-BF98-52FDDA825FF4

Com uma área de quase 650 mil km² e uma população de cerca de 66 milhões de pessoas, entre os diversos cenários franceses, estão mais de 5 mil kms de litoral e a região dos alpes. Lá fica o Mont Blanc, maior pico da Europa Ocidental.
F571F99A-D6C6-4C9B-A850-93197B222830.jpeg
(MONT BLANC)

Um dado curioso é que, se os turistas que vão à França constituíssem seu próprio país, ele seria o mais populoso da Europa, com uma margem de vários milhões. Com praias no Mediterrâneo e montanhas para esqui, além do rico legado arquitetônico e de atrações que vão desde o Castelo de Versalhes até a Euro Disney, a França tornou-se ainda mais popular no último ano!
BDD305B8-2DC2-49A3-ABBA-EC1C7F110934.jpeg

As paisagens francesas variam desde praias com águas cristalinas e falésias a castelos e igrejas históricas. Seus olhos vão se encantar por cada detalhe!
Quando estiver em Nice, não deixe de conhecer a Costa Azul. A Costa Azul faz fronteira com o Mar Mediterrâneo, indo de Toulon a Menton, na fronteira com a Itália.
A6A3F2C9-9DDF-4A77-9BEC-A36C024BAC0E.jpeg

A Riviera Francesa, como também é conhecida, dá lugar a uma das regiões mais sofisticadas e belas do mundo.
7ED7C000-ED6B-4D67-AB14-1C9A7BD1684A.jpeg
(EM MARSEILLE, A CAMINHO DA ILHA D’IF)

A paisagem é um fenômeno natural composta por um mar azul, clima agradável e uma estrada que percorre todo o litoral da região. Outras cidades que também fazem parte da Costa Azul são Mônaco, Nice, Cannes e Saint Tropez.
A6A3F2C9-9DDF-4A77-9BEC-A36C024BAC0E
(SAINT TROPEZ)

Uma das paisagens mais famosas da França é a pequena cidade de Mont-Saint-Michael. Situada no topo de ilha rochosa, lá foi construído uma abadia e um santuário em homenagem ao arcanjo São Miguel. A aldeia recebe diversos visitantes. Quando a maré está baixa, os visitantes podem caminhar do continente para a ilha. Mas, fique atento porque as águas sobem rápido e cobrem o caminho de areia. O Mont-Saint-Michael foi declarado monumento histórico em 1987. Em 1979 entrou para a lista de Patrimônio Mundial da UNESCO.
DBAD1FA0-9C08-4A83-B54A-EF2C686A23A3.jpeg
(MONT-SAINT-MICHAEL)

A cozinha francesa é encantadora e uma das mais importantes do mundo. Os franceses são referências em diversos assuntos da culinária, mas principalmente sobre confeitaria. A Le Cordon Bleu ou fita azul é uma das mais famosas. Aberta em 1895, é uma das melhores escolas de culinária do mundo.
8670F624-015F-430B-A3A6-AC34FAF25FAC.jpeg
(LE CORDON BLEU)

O cardápio francês apresenta uma grande diversidade de pratos com grande prestígio no mundo. Durante o tempo em que se está na França, encontra-se uma grande variedade de queijos, vinhos, carnes e doces. Não deixe de experimentar os grandes conhecidos da culinária mundial como o croissant, ratatouille, petit gâteau e creme brûlée.
EFEB2401-CEC9-4404-BA21-5939BF287F7D.jpeg
(RATATOUILLE)

Também não deixe de experimentar os outros tradicionais pratos franceses como o quiche lorraine, polenta com ratatouille, sopa de cebola, cassoulet, batatas gratinadas (gratin dauphinois), escargots e fondues. As sobremesas vão encantar o seu paladar como o crepe suzette, madeleine com especiarias, macarons e crepes.
8B46C3F2-32DC-41F2-9132-8897E4DAB0D1.jpeg
(EM SAINT REMY DE PROVENCE – SUL DA FRANÇA)

Num país que é conhecido mundialmente como sendo o país do vinho, é surpreendente saber que a cerveja tem também um lugar de destaque. A França é assim, não somente o quinto produtor mundial de cerveja, mas um país onde a cerveja é, em vários regiões, a bebida mais tradicional e a mais procurada pelos consumidores. É o caso na Alsácia, na Lorena, na Normandia ou na Bretanha, e mais ainda no norte, perto da fronteira com a Bélgica, nos arredores de Dunkerque, de Arras ou de Lille, onde a cerveja é uma verdadeira cultura regional.
66964A01-F331-4E99-A9AC-DE9DFC1D3E73.jpeg
(EM CARCASSONE – SUL DA FRANÇA)

Desde a época do Império Romano, quando a proibição dos vinhedos nessa região favoreceu o plantio dos cereais, a fabricação da cerveja virou uma grande atividade econômica do norte da França. E, durante toda a Idade Média, os monges aproveitaram as suas isenções de taxas para desenvolver novas técnicas de produção, que criaram no século XV a cerveja que conhecemos – e bebemos – hoje.
7EAB575B-3F67-4899-B9C9-09B69C1E5290.jpeg
(HONFLEUR – NORTE DA FRANÇA)

Na região fronteiriça com a Bélgica, as cervejarias tinham, e ainda têm, três fatores importantes para ser bem sucedidas: terras e condições climáticas perfeitas para produção de cevada e de lúpulo, água rica em minerais e uma população acostumada a essa bebida, chamada até de “pão líquido” pelos flamingos. Acolhedores e festivos, os “ch’tis” (assim são chamados os habitantes da região) colocam a cerveja em todos os eventos, festas públicas ou particulares, protestos ou desfiles de Carnaval, homenageando o mítico Cambrinus, primeiro Rei da cerveja.
29AB077B-54B9-486A-B7E2-15819DE2864A.jpeg
(LILLE – NORTE DA FRANÇA)

Os bares de cerveja são estão espalhados pela França, em Lyon (Les Fleurs du Malt), em Montpellier (Les couleurs de la Bière), em Estrasburgo (Les Berthom) ou em Albi (La Place des Bières). Em Paris, além do tradicional “Le Trappiste”, com seu cardápio onde não faltam os mexilhões com batatas fritas, abriram novos e imperdíveis lugares como o La Fine Mousse, Les Trois 8, Le Super Coin ou L’Express de Lyon. Enquanto se fala muitas vezes, da obrigação de escolher entre as culturas do vinho ou da cerveja, a França mostra a seus visitantes, que é possível pertencer a esses dois mundos!
E12E1F49-7FAE-4EE8-8C3E-228E998A5BB0.jpeg
(EM PARIS – BERCY VILLAGE)

UM POUCO DAS DIFERENÇAS DAS LÍNGUAS:
Os verbos ‘aimer’(amar) e ‘adorer’ (adorar), causam confusão na cabeça de quem estuda o idioma. Para nós brasileiros, ‘amar’ possui uma conotação mais forte do que ‘adorar’, certo? Dizer que você ‘adorou’ um livrou, significa que você desfrutou da história e aprovou a maneira com que foi contada, mas dizer que ‘amou’ é praticamente afirmar que talvez aquele possa vir a ser seu livro preferido. Pois, na França é o contrário: se você diz ‘j’adore’ (eu adoro), quer dizer que você ama muito aquele livro ou aquele lugar. Já o ‘j’aime’ (eu amo) significa que você gosta, porém, sem muita empolgação.
BFD9219B-61C5-448F-BBF8-6F8846C4130D.jpeg
(EM NÎMES – SUL DA FRANÇA)

Outra expressão muito curiosa é ‘c’est pas terrible’. Traduzindo para o português seria “não é terrível”. Quando falamos que algo não é terrível, pensamos que é algo não tão ruim, certo? Mas em francês ‘não é terrível’ quer dizer que ‘é sim terrível’. Enquanto em português usamos a palavra ‘não’ como negativa para amenizar a situação em “não é terrível”, na França a negativa do “pas” enfatiza o lado ruim. Ou seja, ‘c’est pas terrible’ significa que ‘é realmente péssimo’, embora soe como contrário.

Em Quebec para assistir um filme ou um programa de TV, não se diz: “vou ver um filme”, mas sim “vou escutar um filme”… traduzindo para o francês: “Je vais écouter un film”. No outros países onde se fala francês, se utiliza a expressão “je vais regarder un film”, porém, a frase perde a lógica se a traduzirmos literalmente para nossa língua materna.
42D7F45B-5FCB-4A25-9B16-DAA27469D0C9.jpeg
(EM SAINT REMY – SUL DA FRANÇA)

No português, palavras são geralmente acentuadas apenas uma única vez, porém, no francês uma palavra pode conter duas ou mais acentuações, como por exemplo: a palavra “hétérogénéité” (no português significa ‘heterogeneidade’) que possui cinco acentos agudos.

OUTRAS CURIOSIDADES:
– A língua oficial da França é o francês, mas muitas outras línguas são faladas no país. Elas não têm o mesmo ‘status’ de língua oficial e são o occitano, o provençal, o corsa, o catalão e o basco. Na parte nordeste da França, em Dunquerque, uma parte da população fala flamengo. Já no oeste, na Bretanha francesa, o bretão é falado.
84284CBF-7271-4F4B-A2D0-F4194DE8A3E6.jpeg
(EM AVIGNON – SUL DA FRANÇA)

– A França é o destino turístico mais famoso do mundo. De acordo com um relatório publicado em 2014 pela Organização Mundial do Turismo, a França recebeu aproximadamente 83,7 milhões de visitantes.

– Na França, nasceram alguns dos artistas mais importantes de todos os tempos. Falamos de personalidades que deixaram uma marca na nossa história, como Paul Cézanne, Claude Monet, Camille Pissarro, Paul Gaugin, Pierre Bonnard, Marcel Duchamp, Georges Braque, Henri Rousseau e Honoré Balzac.
8B4F5B96-D4E0-4567-A4B5-5E857AFB7D03.jpeg
(EM TOULOUSE – SUL DA FRANÇA)

– A França foi o primeiro país a impedir que os supermercados tirassem ou destruíssem alimentos que não foram vendidos. Desde 2016, lojas e supermercados doam todo o desperdício para bancos de alimentos ou instituições de caridade.

– Durante a Segunda Guerra Mundial, Hitler visitou Paris. Os franceses decidiram cortar os cabos dos elevadores da Torre Eiffel para que, no caso de ele querer subir, ele tivesse que fazê-lo a pé.
571B5385-D510-4C9D-8FF9-6BF7E53BF5CE.jpeg
(EM ÁVILA – SUL DA FRANÇA)

– A grande obra-prima da gastronomia francesa é o queijo. Em cada região, são especialistas em pelo menos um tipo de queijo. Estima-se que existam mais de 400 variedades distintas.

– A montanha mais alta da Europa está localizada nos Alpes franceses: o Mont Blanc, a 4810 metros de altura.

– O Louvre foi o museu mais visitado do mundo em 2014, com um total de 9,3 milhões de visitantes. Isso não é surpreendente, considerando que a França é o destino turístico mais visitado no mundo.
878A560B-4CB8-4063-8AF5-A2B366CCE554.jpeg
(MUSEU DO LOUVRE)

– A estação mais movimentada da Europa é a Gare du Nord em Paris com 190 milhões de passageiros por ano. Além disso, essa mesma estação é uma das mais antigas. Ela foi inaugurada em 1846.
693C2FCD-5A63-49D0-A93B-2537273AD926.jpeg
(GARE DU NORD)

– Na França os caracóis são uma iguaria muito apreciada. Eles consomem 30 mil toneladas por ano!
Por falar em caracóis, na França, é proibido transportar caracóis vivos em trens de alta velocidade, a menos que tenham seu próprio bilhete. E não apenas caracóis, mas qualquer animal que pese menos de 5 kg.
6572DC2D-3003-4AFE-991A-334081608E46.jpeg
(MONTMARTRE – PARIS – onde comí deliciosos Escargots !)

– Em geral, os franceses se cumprimentam com dois beijos. No entanto, em algumas regiões, até cinco.

– A França tem a ligação ferroviária mais longa na Europa, com 29 mil quilômetros.
97605D16-87B2-460D-A492-397E5C8D19C3.jpeg
(EM ALÈS – SUL DA FRANÇA)

EDUCAÇÃO:

A educação na França é pública e laica da Maternelle ao Lycée. A escolaridade é obrigatória dos 6 aos 16 anos e o sistema de educação é centralizado e controlado pelo ministério da educação francês, cujo orçamento é o mais alto de todos os ministérios.
72B62F4C-6265-43B2-97F3-F157C9916FAF.jpeg
(EM PERPIGNAN – SUL DA FRANÇA)

As férias de verão, as mais longas do ano, acontecem de julho a agosto para os estudantes do (Lycée), e de julho a setembro para os universitários. As férias de Natal duram aproximadamente 15 dias. Há outras férias curtas ou feriados cujas datas variam dependendo na zona em que a escola se encontra. Existem três zonas de feriados e férias e as datas variam a cada ano.
CF391AE4-86DA-4869-B9B4-71E4B2B7C73A.jpeg
(EM AIX-EN-PROVENCE – SUL DA FRANÇA)

RECEITA DE UM PRATO TÍPICO DA FRANÇA: CASSOULET

F7AD23E5-BD57-4203-8B6C-6538800AE623

INGREDIENTES:
2 xícaras (chá) de feijão-branco (deixe de molho por 4 horas)

2 cenouras descascadas (1 inteira e 1 cortada em fatias grossas)

6 dentes de alho (3 inteiros e 3 picados)

2 cebolas médias (1 inteira e 1 picada)

1 cravo-da-índia

100 g de bacon em cubos

1 pedaço de toucinho (80 g)

1 frango pequeno cortado a passarinho

5 tomates sem pele e sementes picados

200 g de linguiça defumada sem pele fatiada

Sal e pimenta-do-reino

BUQUET DE CHEIROS:

1 talo de salsão (aipo) picado

1 ramo de tomilho

4 talos de salsinha

1 folha de louro

1 pedaço de alho-poró

PREPARAÇÃO:

Prepare o buquê de cheiros: envolva os ingredientes em um pedaço de gaze e amarre bem. Reserve.

Em uma panela grande, junte o feijão, o toucinho, 3 dentes de alho, 1 cebola espetada com o cravo-da-índia, 1 cenoura e o buquê de cheiros.

Cubra com água e deixe cozinhar por aproximadamente 1 hora ou até que o feijão esteja macio, sem desmanchar (cuide para formar um pouco de caldo).

Em outra panela, frite o bacon, elimine o excesso de gordura e adicione o frango. Refogue até dourar. Junte a linguiça, a cebola e o alho picados e a cenoura fatiada e refogue por 5 a 7 minutos.

Adicione o tomate e tempere com sal e pimenta. Cubra com 2 conchas do caldo do feijão e cozinhe até que a carne fique macia.

Escorra o feijão (reserve o caldo e descarte a cenoura, a cebola, o pedaço de toucinho e o buquê de cheiros) e adicione-o à panela de frango.

Cubra com o caldo reservado e mantenha em fogo baixo até engrossar. Ajuste o sal e sirva.

RECEITA DE UM DOCE TÍPICO DA FRANÇA: CRÈME BRÛLÉE
8CEFFDEA-E70E-4936-88A5-3F106A7E3F0B

O crème brûlée é uma das sobremesas mais famosas da França. Ele é delicioso porque é leve, tem um toque de baunilha e fica com uma tentadora casquinha crocante por cima.

INGREDIENTES:

5 gemas
350 ml de creme de leite fresco
100 ml de leite
⅓ de xícara (chá) de açúcar
1 ½ colher (chá) de extrato de baunilha
açúcar para caramelizar

PREPARAÇÃO:

1. Preaqueça o forno a 160°C (temperatura média-baixa).

2. Separe as claras das gemas. (As claras não serão utilizadas nesta receita, mas você pode guardá-las para preparar um pudim de claras.)

3. Coloque as gemas na tigela pequena da batedeira. Junte o açúcar e bata em velocidade alta até obter um creme bem claro.

4. Pare de bater e adicione o creme de leite, o leite e a essência de baunilha. Misture bem com uma colher. Deixe a mistura descansar por 10 minutos. Enquanto isso, leve uma panela com água ao fogo alto. Ela será usada para o banho-maria.

5. Com uma colher, retire toda a espuma que se formou na superfície da mistura de gemas. Distribua o creme entre seis tigelas refratárias (que possam ir ao forno) – podem ser ramequins, aquelas forminhas de suflê.

6. Arrume as tigelas numa assadeira retangular. Leve a assadeira ao forno e, antes de fechar a porta, coloque água fervendo na assadeira, com cuidado, para assar em banho-maria. Deixe assar por 40 minutos.

7. Retire a assadeira do forno e as tigelas do banho-maria. Deixe esfriar e leve à geladeira por no mínimo 6 horas.

8. No momento de servir, polvilhe açúcar sobre toda a superfície do creme.

9. Coloque uma colher de sopa na chama do fogão para aquecer bem. Use uma luva, ou pano de prato dobrado, para não se queimar!

10. Encoste as costas da colher quente na superfície do creme, fazendo movimentos circulares, para caramelizar o açúcar. Caso precise, repita esta operação até caramelizar toda a superfície, mas não deixe queimar demais o açúcar.

Há muito mais que se falar deste país fantástico, tanto pra contar e mostrar, mas deixo para uma outra postagem.

NORTE DA FRANÇA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s